UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/06/2010 - 19h36

IPO da GM não acontecerá antes do final do ano, diz Tesouro dos EUA

SÃO PAULO - O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos informou hoje que a oferta pública inicial de ações (IPO) da GM não deverá acontecer antes do quarto trimestre deste ano. Por nota, o Tesouro americano informou que a montadora americana tem o direito de definir quando fará a sua oferta, mas ressaltou que isso não ocorrerá até o final do ano. O Departamento do Tesouro forneceu hoje esclarecimentos sobre o seu papel na oferta pública inicial pelas ações da GM, ressaltando que o comando do processo está nas mãos da empresa, mas a agência do governo manterá o direito de decidir se participa ou não da oferta.

O Tesouro detém 60.8 % das ações ordinárias da GM, que foram adquiridas no ano passado, dentro do programa de resgate de ativos problemáticos Troubled Asset Relief Program (TARF).

Lançar o IPO representará para o governo americano manter a agenda de intenções de eliminar investimentos TARP, como previsto nas obrigações do Emergency Economic Stabilization Act (EESA).

O processo de IPO é substancialmente diferente da venda de títulos que o governo tem feito até agora. Um IPO requer preparação mais ampla da empresa e envolve uma série de decisões que têm consequências importantes para os anos seguintes ao da venda. Por isso, a GM deve elaborar uma declaração de registro e a documentação jurídica, além de trabalhar com o pessoal da SEC (comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos) e reunir-se com potenciais investidores e outras partes interessadas. A oferta pública inicial deverá incluir a venda de ações pelo Tesouro, outros sócios que desejem participar e a GM. O tamanho total da oferta e a quantidade relativa das ações primárias e secondárias serão determinadas num data posterior.

A data da oferta será determinada pela GM em função das condições de mercado e outros fatores, mas não acontecerá antes do quarto trimestre deste ano, ressalta o Tesouro em nota. O Tesouro irá manter os direitos para decidir qual o nível de participação na oferta e as taxas a serem pagas aos coordenadores da operação. No entanto, a escolha dos subscritores será feita pela GM.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host