UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/06/2010 - 18h14

Wall Street ganha, com perspectivas melhores para Europa

SÃO PAULO - Wall Street retomou o fôlego e fechou com ganhos consistentes nesta quinta-feira. Indicadores positivos e menores temores com relação à crise na Europa amenizaram o clima nesta sessão. O índice Dow Jones fechou em alta de 2,76%, aos 10.173 pontos. O Nasdaq ganhou 2,77%, aos 2.219 pontos. O S & P-500, por sua vez, subiu 2,95%, aos 1.087 pontos.

O Banco Central Europeu (BCE) estimulou negociações com projeções de crescimento para a zona do euro em 2010, que apontam para o intervalo de 0,7% e 1,3%. A projeção é melhor do que o previsto em março para o mesmo período, de expansão para o Produto Interno Bruto (PIB) de 0,4% a 1,2%. Ainda na Europa, os investidores também levaram em consideração a decisão da alta corte constitucional da Alemanha de rejeitar o pedido de um parlamentar para uma ordem de emergência que visava impedir a nação de participar do fundo de resgate da zona euro. Também colaborou para o clima otimista, os resultados das exportações e importações da China, que subiram mais de 48% em maio, mostrando ao mercado que a economia do país não está sendo abalada pela crise na Europa. Nos EUA, o dado mais importante do dia foi sobre o mercado de trabalho. Os novos pedidos de seguro-desemprego no país caíram em 3 mil na semana encerrada no dia 5 deste mês, para 456 mil.

No âmbito corporativo, foi verificada uma recuperação nas ações de algumas empresas de energia, depois que a BP afirmou que "não tem conhecimento de qualquer razão" para que seus papéis tenham caído mais de 15% na sessão de ontem, quando analistas chegaram a prever até sua falência. Hoje, as ações da petroleira subiram 13%.

(Vanessa Dezem | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host