UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/06/2010 - 18h50

ANS estabelece teto de 6,73% para reajuste de planos de saúde individuais

SÃO PAULO - A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) definiu em 6,73% o índice máximo de reajuste para os planos de saúde individuais e familiares contratados a partir de janeiro de 1999. O percentual incidirá sobre os contratos de cerca de 7,4 milhões de consumidores, ou 13% dos cerca de 56 milhões de usuários de planos de saúde no Brasil. Os demais planos são coletivos ou empresariais.

O reajuste será aplicado a partir da data de aniversário de cada contrato. A ANS alerta que, ao receber o próximo boleto, o consumidor deve observar se o percentual do aumento está devidamente identificado, além de ficar atento a eventuais cobranças de valores retroativos. Tais cobranças só são permitidas caso haja defasagem de até três meses entre a data do aniversário do contrato e a primeira aplicação do reajuste.

(Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host