UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/06/2010 - 07h31

IPC na China surpreende ao passar de 3% em maio

SÃO PAULO - O índice de preços ao consumidor (IPC) na China aumentou 3,1% em maio, perante um ano antes, informou o Departamento Nacional de Estatísticas. A taxa superou aquela de abril, de 2,8%, e também ficou acima da meta do governo, de teto de 3% de inflação anual. Nos primeiros cinco meses do ano, o indicador teve elevação de 2,5%.

Em maio, os preços ao consumidor nas áreas urbanas da China cresceram 2,9% e nas regiões rurais, 3,3%. Os preços dos alimentos, que respondem por quase um terço do IPC, subiram 6,1%.

O porta-voz do departamento de estatísticas, Sheng Laiyun, comentou que a inflação mais marcada se deve à baixa base de comparação com o mesmo intervalo de 2009 e foi influenciada pelo encarecimento dos alimentos. Na avaliação dele, a China tem as bases para manter os preços sob controle neste calendário. O governo também apontou que o índice de preços ao produtor chinês (IPP) avançou 7,1% em maio, no comparativo com um ano antes. A leitura foi mais expressiva do que a registrada em abril, quando o indicador teve alta de 6,8%, também no confronto anual.

As informações foram passadas pela agência chinesa de notícias Xinhua.

(Juliana Cardoso | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host