UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/06/2010 - 16h07

Papéis da Telemar lideram perdas do Ibovespa

SÃO PAULO - A rejeição da nova proposta de relação de troca de ações da Brasil Telecom (BrT) pelos papéis da sua controladora Telemar Norte Leste, do grupo Oi, definida hoje pelos acionistas minoritários está pressionando os preços dos papéis neste pregão.

A troca de ações era a última etapa da reorganização societária das duas empresas, que previa a incorporação da BrT pela Telemar. Com a rejeição, o processo de reorganização, iniciado em abril de 2008, está suspenso por tempo indeterminado.

Por volta das 16h, as ações lideravam as maiores quedas do Ibovespa. Enquanto os papéis PNA da Telemar Norte Leste cediam 6,02%, a R$ 52,25, as ações ON e PN da Telemar caíam 5,26% e 4,56%, respectivamente cotadas a R$ 37,99 e a R$ 28,66.

No mesmo horário, o Ibovespa subia 0,67%, para 64.872 pontos.

Embora avaliem a notícia como negativa, analistas do mercado assinalam que os papéis da BrT permanecem atrativos.

"É compreensível a posição dos minoritários. Eles têm uma razão bastante justa para tentar manter, ao menos, o fator de conversão proposto inicialmente, mas a questão é ruim para o grupo como um todo, porque há uma série de sinergias que poderiam ser captadas com a continuidade do processo de reorganização societária", comentou o analista da Gradual Investimentos, Marcio Yamachira.

Apesar de acreditar que a notícia poderá continuar a se refletir sobre os papéis ao longo dos próximos dias, o analista apontou que as ações permanecem uma opção de investimento interessante, principalmente as ordinárias.

"O grande fator que dá maior sustentação aos papéis ordinários é o próprio ambiente do setor de telecomunicações, de fusões e aquisições, que pode se refletir no grupo Oi", ressaltou.

A Gradual está com recomendação de compra para as ações ON (TNLP3) e PN da Telemar (TNLP4), com preços-alvo respectivos de R$ 49,00 e de R$ 37,00.

Em relatório enviado ao mercado assinado por Beatriz Battelli, a Brascan Corretora destacou que a rejeição da nova proposta de relação de troca de ações é negativa principalmente para os papéis PNA da Telemar Norte Leste (TMAR5), uma vez que a incorporação da BrT suscitaria em maior liquidez para suas ações.

"Ressaltamos que é difícil prever se a companhia irá propor uma nova relação de troca mais favorável aos acionistas da BrT. Consideramos, no entanto, como mais provável a manutenção das ações desta companhia listadas na bolsa, com 49% do seu capital pertencente à TMAR. Esse cenário, em nossa opinião, seria negativo para as ações da BrT", apontou a corretora.

Diferentemente da Gradual, entretanto, a Brascan considera que a não incorporação dos acionistas da BrT não surtirá efeitos sobre a captura de sinergias ou mesmo sobre o benefício fiscal advindo da amortização do ágio. A atual recomendação da corretora para os papéis TNLP4 é de "outperform", com preço-alvo de R$ 53,73.

"Em função das incertezas a respeito das ações da TMAR e BrT, destacamos nossa preferência pela holding (TNLP3 e TNLP4) como veículo de investimento na Telemar", apontou a Brascan.

(Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host