UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/06/2010 - 13h40 / Atualizada 25/06/2010 - 13h56

Dólar futuro recua 0,27%, a R$ 1,7815

SÃO PAULO - Os vendedores continuam pautando os negócios no mercado de dólar futuro nesta sexta-feira. Por volta das 13h40, o dólar com vencimento em julho, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), apontava desvalorização de 0,27%, a R$ 1,7815.

No mercado à vista, os negócios só serão retomados à tarde. O pregão teve horário diferenciado em função do jogo do Brasil na Copa do Mundo. O última cotação registrada pelo Banco Central foi de R$ 1,782.

No câmbio externo, o euro volta a ganhar do dólar, negociado acima de US$ 1,23, depois de cair a US$ 1,225.

Nas bolsas não há direção única. Em Wall Street, o Dow Jones caía 0,05%, mas o S & P 500 aponta alta de 0,23%, depois de quatro dias seguidos de baixa. Por aqui, o Ibovespa recupera parte das perdas de ontem, avançando 0,60%.

Na agenda do dia, a leitura final do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos. No primeiro trimestre a economia cresceu 2,7%, abaixo dos 3% previamente estimados.

Também foi divulgada a confiança do americano em junho. O indicador subiu de 73,6 para 76, segundo os cálculos da Universidade de Michigan.

De volta ao mercado local, os bancos voltaram a vender dólares no mercado futuro no pregão de quinta-feira. Foram US$ 277 milhões, o que elevou a posição vendida (aposta pró-real) a R$ 3,55 bilhões.
Já os estrangeiros compraram US$ 118 milhões em contratos. Com isso, o estoque pró-dólar foi a US$ 1,70 bilhão.

Cabe lembrar que até a terça-feira, dia 22, a movimentação desses agentes era exatamente oposta. Os bancos compravam moeda, enquanto os estrangeiros vendiam dólar futuro.
(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host