UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/06/2010 - 15h43 / Atualizada 25/06/2010 - 16h50

Produção industrial volta a crescer em maio, mostra CNI

RIO - A produção industrial brasileira voltou a crescer em maio, segundo dados da Sondagem Industrial, divulgada hoje pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), embora ainda não tenha recuperado o ritmo de crescimento verificado em março. Em maio, o indicador atingiu 54,9 pontos, contra 51 pontos em abril. Em março, o resultado foi de 62,9 pontos, em uma escala que aponta para crescimento da produção para valores acima de 50 pontos.

Para o gerente executivo da unidade de pesquisa da CNI, Renato da Fonseca, a pesquisa mostra que a economia do país cresce sem colocar em risco a estabilidade de preços, uma vez que, desde janeiro os estoques estão próximos aos níveis planejado pelas empresas.

O indicador do estoque efetivo com relação ao planejado ficou e 49,7 pontos em maio, ante os 48,7 pontos observados em abril.

"Se a demanda não conseguisse acompanhar a produção, os níveis de estoques estariam mais baixos do que o esperado", frisou, em nota, Fonseca.

A CNI ponderou ainda que a utilização da capacidade instalada em relação ao planejado pela indústria ficou em 50,3 pontos, contra 50 pontos em abril, o que, para a Confederação confirma o crescimento sem pressão inflacionária.

Fonseca ressaltou ainda que o mercado interno é o maior responsável pelo crescimento da economia em 2010 e que a expectativa do empresariado é de que a demanda interna continuará aquecida nos próximos seis meses. O indicador de expectativas ficou em 63,4 pontos para a demanda, abaixo dos 64,4 pontos do mês anterior, mas acima da média histórica, de 59,4 pontos.

Já as expectativas para a exportação são mais contidas, embora positivas, uma vez que alcançaram 52,2 pontos na pesquisa de junho, contra 52 pontos em maio. A expectativa de compra de matérias-primas para os próximos seis meses ficou em 61,7 pontos na pesquisa de junho, contra 62,2 pontos em maio, mas acima da média histórica, de 55,6 pontos.

(Rafael Rosas | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host