UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/07/2010 - 10h11

Dólar opera em queda, cotado a R$ 1,761 na venda

SÃO PAULO - Os vendedores seguem influenciando o mercado de câmbio local. Com a redução da aversão ao risco, minutos atrás, o dólar comercial registrava desvalorização de 0,33%, a R$ 1,759 na compra e R$ 1,761 na venda.
No mercado futuro, o dólar com vencimento em agosto, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), apontava baixa de 0,45%, a R$ 1,767.

O estrategista-chefe da CM Capital Markets Corretora, Luciano Rostagno, explicou que a divulgação das novas projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI) trouxe otimismo ao mercado. "As novas perspectivas do FMI impulsionaram o preço das commodities, favorecendo o real", disse.
Considerando o forte crescimento no primeiro semestre de 2010 e o impacto adverso da turbulência financeira, o FMI espera que a economia mundial avance 4,6% em 2010 e 4,3% em 2011.
A economia brasileira deve crescer 7,1% em 2010 e avançar 4,2% no ano seguinte. Em abril, o organismo trabalhava com crescimento de 5,5% e 4,1%, nesta ordem.

Para os Estados Unidos, o prognóstico é de expansão de 3,3% neste ano e de 2,9% no ano que vem, contra as estimativas anteriores de ampliação de 3,1% e 2,6%, respectivamente.

A redução da aversão ao risco neste dia de negócios também se deve à divulgação de que, segundo o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos, os novos pedidos de seguro-desemprego no país caíram em 21 mil na semana terminada no dia 3 deste mês, na comparação com a antecedente, para 454 mil. Este resultado foi melhor do que o esperado por parte do mercado.

Outra notícia positiva veio do Reino Unido, com a produção manufatureira atingindo, em maio, a maior expansão em mais de uma década. Houve elevação de 4,3% no quinto mês deste ano, perante mesmo mês de 2009, a melhora leitura desde dezembro de 1994.

(Karin Sato | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host