UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/07/2010 - 15h08

Merck fechará 16 unidades e demitirá 15 mil funcionários

SÃO PAULO - A farmacêutica Merck informou nesta quinta-feira que irá fechar oito fábricas e oito centros de pesquisa num movimento de reestruturação derivado da fusão com a Schering-Plough, realizada em novembro do ano passado.

Nos próximos dois anos, a companhia vai encerrar gradualmente as atividades em plantas localizadas no Brasil, na Itália, em Portugal, na Argentina, no México e nos Estados Unidos. Em Cingapura, a fabricação de produtos da Merck será suspensa, mas a produção de produtos da Schering-Plough será mantida.

Ainda serão desativados centros de pesquisa localizados no Canadá, na Holanda, na Alemanha, na Escócia, na Dinamarca e nos Estados Unidos.

Com o encerramento das atividades nestas unidades, a empresa demitirá 15% de sua força de trabalho, que equivale a cerca de 15 mil funcionários. A companhia informa, entretanto, que continuará contratando profissionais para áreas estratégicas, se necessário.

Com a reestruturação, a farmacêutica espera obter anualmente US$ 3,5 bilhões em ganho de sinergia até 2012. A empresa destaca, ainda, que as economias com a fusão também virão de atividades que não estão diretamente ligadas à reestruturação, como ações continuam que visam a economia de recursos. (Francine De Lorenzo | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host