UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/07/2010 - 15h20

Bancos e confiança do consumidor nos EUA afetam bolsas europeias

SÃO PAULO - Os balanços do setor bancário e a queda na confiança do consumidor americano afetaram as bolsas europeias nesta sexta-feira.

Em Londres, o FTSE 100 terminou em baixa de 1,01%, aos 5.159 pontos; em Paris, o CAC-40 terminou aos 3.500 pontos, com recuo de 2,28%; e o alemão DAX fechou em queda de 1,77%, aos 6.040 pontos.

A safra de balanços americanos chegou aos bancos e os resultados não estão agradando aos investidores. O Bank of America (BofA) trouxe lucro líquido de US$ 3,123 bilhões, ou 3,1% menor do que os US$ 3,224 bilhões de um ano antes. O Citigroup, por sua vez, apresentou redução de 37% no lucro do segundo trimestre, para US$ 2,697 bilhões.

O desempenho fraco nos EUA pressionou os papéis do setor na Europa. Barclays caiu 5,2%, HSBC perdeu 2,5% e Credit Agricole fechou em baixa de 3,8%.

Para completar o cenário negativo, a confiança do consumidor americano caiu em julho, para 66,5, ante a marca de 76 do mês passado, mostrou pesquisa da Universidade do Michigan.

Entre os indicadores da região, a balança comercial da zona do euro apresentou déficit de 3,4 bilhões de euros em maio, invertendo o rumo registrado um ano antes, de superávit de 2,2 bilhões de euros. Em abril de 2010, o superávit comercial foi de 300 milhões de euros.

Na União Europeia, houve déficit de 15,1 bilhões de euros. Em mesmo intervalo de 2009, foi verificado resultado negativo de 7 bilhões de euros. Em abril deste ano, o déficit comercial foi de 11 bilhões de euros.

Entre as poucas altas do dia, o destaque ficou com os papéis da BP, que subiram 1,3%. Ontem à tarde, a empresa anunciou que obteve sucesso na contenção do vazamento de petróleo no fundo do Golfo do México. Foi a primeira vez, desde a explosão que provocou o afundamento da plataforma Deepwater Horizon, em 20 de abril, que a companhia conseguiu estancar completamente o fluxo de saída de petróleo do poço.

Mas a BP ainda se diz cautelosa sobre a situação, já que o tampão responsável para interrupção do vazamento estará até amanhã sob observação para que sua eficiência seja comprovada.

(Téo Takar | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host