UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/07/2010 - 19h17

Seguradoras apostam em diálogo com governo para evitar criação de EBS

BRASÍLIA - Os representantes de seguradoras privadas apostam em diálogo com o governo para tentar convencê-lo a desistir de criar a estatal Empresa Brasileira de Seguros (EBS). Após reunião na sede do Ministério da Fazenda, a diretoria de uma das entidades que representam o setor admitiu encontrar dificuldades em fazer o ministério ceder às reivindicações do setor.

"Há boa vontade de ambos os lados, mas não é um assunto fácil de chegar e convergir para a mesma ideia", afirmou o diretor da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNSeg), Alexandre Malucelli, que é também vice-presidente da J.Malucelli Seguradora, ao sair de audiência com o secretário-adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Dyogo de Oliveira.

Malucelli reafirmou que as seguradoras privadas dispõem de "plenas condições" de acompanhar o crescimento do Brasil e atender aos grandes empreendimentos de infraestrutura. "O mercado está bastante líquido, bastante disposto a fazer negócio, bastante técnico, com conhecimento e preparado para garantir projetos no futuro", disse Malucelli.

Ao ser questionado se haveria a possibilidade de a EBS atuar apenas em alguns segmentos sem prejudicar as seguradoras privadas, o diretor da CNSeg ressaltou que, ainda assim, a estatal seria desnecessária. "A gente está procurando trazer o conforto para o governo e mostrar que [mercado de seguros] não precisa. A nossa posição é da não criação da seguradora estatal", reforçou Malucelli.

Ainda de acordo com o executivo, o governo poderia optar por outras alternativas à criação da EBS. Segundo ele, uma medida já apresentada ao governo é a de unificar os fundos garantidores que existem no País e permitir que sejam administrados pelo BNDES.

Malucelli informou que voltará a se reunir com representantes do Ministério da Fazenda, inclusive, com o ministro Guido Mantega.

(Rafael Bitencourt | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host