UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/07/2010 - 11h31

Aneel adia aprovação de regras do leilão de energia alternativa

BRASÍLIA - A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) adiou hoje a aprovação dos editais de licitação para compra e venda de energia proveniente de fontes alternativas marcado para os dias 25 e 26 de agosto. Durante a reunião, os diretores responsáveis pela análise da minuta com as regras informaram que o Ministério de Minas e Energia ainda não definiu os preços máximos da energia a serem negociados no leilão.

Na última sexta-feira, o Ministério de Minas e Energia publicou no Diário Oficial da União (DOU) o adiamento, em uma semana, dos leilões. A justificativa foi o atraso na definição dos estudos sobre os custos do processo licitatório, feitos pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

Um dos leilões, marcado para o dia 26 de agosto, envolverá projetos de centrais eólicas, termelétrica à biomassa (bagaço de cana-de-açúcar, resíduos de madeira e capim elefante) e pequenas centrais hidrelétricas (PCHs). O início do fornecimento para atender o Sistema Interligado Nacional (SIN) está previsto para janeiro de 2013.

O outro leilão, a ser realizado nos dias 25 e 26 do próximo mês, será para a contratação de energia de reserva. O suprimento deverá iniciar setembro de 2013 para as PCHs e os projetos de geração eólica, enquanto os empreendimentos de biomassa devem iniciar suas operações em datas distintas, entre 2011 e 2013.

A diretoria Aneel deverá marcar ainda esta semana uma reunião extraordinária somente para aprovar os editais para que sejam mantidas as datas anunciadas pelo ministério. Isso porque a legislação obriga o órgão a lançar o edital um mês antes da realização do leilão.

(Rafael Bitencourt | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host