UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/07/2010 - 12h20

Devoluções de cheques recuam para menor patamar em cinco anos

SÃO PAULO - O volume de cheques sem fundo recuou no primeiro semestre ao menor nível em cinco anos, informou hoje a Serasa Experian. Na primeira metade do ano, a devolução de cheques correspondeu a 1,87% do total apresentado em todo o país no período (560,57 milhões de cheques).

"Ao contrário do verificado em outras formas de pagamento e financiamento, a inadimplência com cheques continua em queda", afirma a empresa que presta serviços de informações para análise de crédito.

Isoladamente, o mês de junho registrou 1,75% de devoluções de cheques, no menor índice desde fevereiro de 2005.

Na avaliação da Serasa Experian, o resultado repercute uma mudança na preferência de financiamento do consumidor, que tem utilizado menos cheques ante a expansão dos cartões de débito e de crédito. De acordo com a empresa, os cheques pré-datados já não oferecem prazos de financiamento tão alongados quanto o de outras formas de pagamento.

"Em ambiente de juros em alta, maior endividamento e de inadimplência também crescente, o consumidor tem preferido outras formas de parcelamento que lhe possibilitem a rolagem da dívida, sobretudo com pagamentos parciais", aponta. Para a Serasa Experian, a inadimplência com cheques tende a recuar mais até dezembro, mas poderá sofrer pressões de alta em razão do Dia das Crianças e as festas de fim de ano.

Nos seis primeiros meses de 2010, São Paulo foi o Estado brasileiro com menor inadimplência em cheques, marcando índice de devoluções de 1,43%. O maior nível de calote foi registrado no Amapá, onde as devoluções representaram 11,31% do total.

(Eduardo Laguna | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host