UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/07/2010 - 11h01

Ibovespa passa a operar em alta, impulsionado pelos papéis da Vale

SÃO PAULO - Apesar da abertura negativa do mercado americano, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) mostra uma recuperação no pregão desta terça-feira, puxada pelos papéis da Vale.

Por volta das 11h, o Ibovespa, que já marcou 62.901 pontos na mínima do dia, subia 0,35%, aos 63.515 pontos. O giro financeiro estava em R$ 918 milhões.

Na BM & F, o índice futuro, com vencimento em agosto, avançava 0,31%, para 63.910 pontos. Ontem, o Ibovespa havia subido 1,54%, para 63.297 pontos.

Já em Wall Street, instantes atrás, o índice Dow Jones tinha baixa de 1,00%, enquanto o Nasdaq se desvalorizava em 1,25% e o S & P 500 se depreciava em 0,80%.

Nos Estados Unidos, a queda das bolsas reflete a divulgação de resultados corporativos piores que o previsto.

No setor financeiro, o banco de investimento Goldman Sachs revelou que seu lucro líquido caiu 82% no intervalo abril-junho. O ganho passou de US$ 3,44 bilhões (US$ 4,93 por ação) no segundo trimestre de 2009 para US$ 613 milhões (US$ 0,78 por ação) agora.

O resultado foi fortemente abalado por despesas extraordinárias - uma, de US$ 600 milhões, para impostos no Reino Unido e outra, de US$ 550 milhões, em acordo com a Securities and Exchange Commission (SEC, órgão regulador do mercado dos EUA).

De acordo com o banco, se não fossem esses desembolsos, o lucro por ação teria sido de US$ 2,75. Mesmo assim, o ganho e o faturamento do grupo ficaram aquém das expectativas dos analistas de Wall Street.

No setor de tecnologia, a fabricante de computadores IBM registrou lucro de US$ 3,386 bilhões no segundo trimestre, marcando uma alta de 9,1% em relação ao ganho apurado no mesmo período de 2009 (US$ 3,103 bilhões).

Ainda pesa sobre o pregão o indicador referente ao setor imobiliário do país. De acordo com o Departamento do Comércio, a atividade de construção de casas nos Estados Unidos diminuiu 5% em junho, para uma taxa anualizada sazonalmente ajustada de 549 mil.

Já os alvarás de construção aumentaram 2,1% entre maio e junho, com a taxa anualizada sazonalmente ajustada passando de 574 mil (após revisão) para 586 mil no período.

Enquanto as bolsas americanas e europeias operam no vermelho, no Brasil, as ações da mineradora Vale estão contendo as perdas.

Minutos atrás, os papéis PNA da companhia subiam 1,92%, para R$ 39,24, enquanto as ações ON se apreciavam em 1,36%, a R$ 44,65. Também em alta, as ações Petrobras PN avançavam 0,66%, para R$ 27,13.

Entre as maiores valorizações do Ibovespa, destaque ainda para Embraer ON (3,85%, a R$ 9,98) e Telemar ON (2,32%, a R$ 40,10).

A Embraer fechou um contrato com a companhia europeia de baixo custo Flybe. Serão vendidos 35 jatos do modelo 175, que somam US$ 1,3 bilhão a preços de tabela. O acordo ainda inclui 65 opções e 40 direitos de compra que, se forem totalmente exercidos, elevarão o valor do contrato a US$ 5 bilhões e a uma entrega de 140 aeronaves.

Já as principais baixas do índice partiam de Brasil Telecom PN (-1,63%, a R$ 12,05), de Rossi Residencial ON (-1,80%, a R$ 15,27) e MRV ON (-2,05%, a R$ 14,80).

A Rossi encerrou o segundo trimestre do ano com lançamentos totais de R$ 1,1 bilhão (sendo R$ 757 milhões a parte da companhia), um aumento de 152% ante o mesmo período de 2009.

Já as vendas contratadas atingiram recorde de R$ 905 milhões (R$ 710 milhões parte Rossi), alta de 79% em relação ao segundo trimestre do ano passado.

No mercado cambial, o dólar, que iniciou os negócios em alta, já opera praticamente estável. Há pouco, a moeda americana subia apenas 0,05%, cotada a R$ 1,785 na compra e a R$ 1,787 na venda. Na BM & F, o contrato com vencimento em agosto recuava 0,36%, cotado a R$ 1,7905.

(Beatriz Cutait | Valor)
Hospedagem: UOL Host