UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/07/2010 - 07h37

Inflação doméstica centra atenção na terça-feira

SÃO PAULO - Os indicadores domésticos de inflação são os destaques na agenda de indicadores desta terça-feira. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apresenta a o Índice de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) de julho. O Banco Fator projeta leve deflação de 0,03% enquanto a Máxima Asset trabalha com elevação de 0,03%. Em junho a prévia da inflação oficial tinha mostrado alta de 0,19%. Mais uma vez o recuo deve ser liderado pelos alimentos.

Antes disso, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostra a segunda-prévia para o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) de julho. As previsões oscilam entre estabilidade e leve alta de 0,19%. Um mês antes, o indicador tinha avançado 1,06%.

Na agenda americana os investidores recebem novos dados sobre o setor de construção. A previsão sugere queda de 2,7% na construção de novas moradias no mês de junho. Também é aguardada uma queda nos pedidos por alvarás de construção.

Na agenda corporativa atenção aos resultados do Goldman Sachs, Apple, Bank of New York Mellon, Harley-Davidson, Johnson & Johnson, PepsiCo, Blackstone e Yahoo. Por aqui, saem os números da NET Serviços de Comunicação.

Na quarta-feira, o destaque fica por conta da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que apresenta a taxa Selic. Como o resultado só é apresentado após o encerramento do pregão, atenção os números do fluxo cambial semanal e ao discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Ben Bernanke.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host