UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/07/2010 - 14h16

Ibovespa sobe pelo 6º pregão seguido; dólar avança para R$ 1,767

SÃO PAULO - Embora o investidor tenha ensaiado embolsar lucros, depois de cinco pregões de alta, o Ibovespa acentuou os ganhos na tarde desta segunda-feira e opera acima dos 66.500 pontos. Por volta das 14h10, o Ibovespa subia 0,30%, aos 66.519 pontos, e girava R$ 2,33 bilhões.

Em Wall Street, no mesmo horário, o índice Dow Jones tinha valorização de 0,55%, enquanto o Nasdaq se apreciava em 0,63% e o S & P 500 apurava ganho de 0,74%.

A segunda-feira conta com poucos indicadores econômicos, com destaque apenas para dados do setor imobiliário americano, que registrou um desempenho bem mais forte que o esperado no mês passado.

O Departamento do Comércio dos Estados Unidos mostrou que as vendas de casas novas no país subiram 23,6% entre maio e junho, para uma taxa anualizada sazonalmente ajustada de 330 mil unidades.

No campo corporativo, os investidores se animam com a revisão das projeções de lucros feita pela empresa de entregas americana Fedex. Para 2010, a companhia espera ganhos no intervalo de US$ 4,60 a US$ 5,20 por ação. As estimativas anteriores da Fedex apontavam para a faixa de US$ 4,40 a US$ 5,00 por ação.

Para o trimestre fiscal atual, que termina em agosto, a empresa anunciou que as projeções foram elevadas do intervalo de US$ 0,85 a US$ 1,05 por ação, para um lucro de US$ 1,05 a US$ 1,25 por ação.

No Brasil, a maior parte dos papéis que integram o Ibovespa operam no azul. Há pouco, os destaques do índice partiam de Rossi Residencial ON (2,92%, a R$ 15,50), Fibria ON (2,45%, a R$ 28,78) e Tim Participações ON (1,82%, a R$ 7,25).

Na trajetória oposta, entre as principais quedas do Ibovespa figuravam as ações Lojas Americanas PN (-1,36%, a R$ 14,43), Net PN (-1,47%, a R$ 18,66) e Eletropaulo PNB (-1,94%, a R$ 36,87).

Entre as ações de maior peso sobre o Ibovespa, Vale PNA subia 0,26%, para R$ 42,32, enquanto o papel Petrobras PN se apreciava em 0,75%, cotado a R$ 28.

Fora do índice, as ações da Telebrás operam com ganhos expressivos. Minutos atrás, as ações ON subiam 3,65%, a R$ 1,70, enquanto os papéis PN se valorizavam em 6,66%, a R$ 1,60.

Matéria publicada hoje pelo Valor revelou que a estatal foi reativada com o plano de ser a primeira empresa pública do país a fazer valer as prerrogativas garantidas pela Medida Provisória 495, que privilegia a indústria nacional nas compras públicas, mesmo que os preços sejam maiores.

"Temos um limite de 120 dias para fazer nossas licitações e vamos aproveitar a medida provisória", afirmou Rogério Santanna, presidente da Telebrás. "Quem quiser vender para o governo terá que produzir e gerar emprego aqui." No câmbio, a moeda americana segue registrando valorização, embora não consiga ultrapassar o patamar de R$ 1,76. Há pouco, o dólar comercial subia 0,39%, para R$ 1,767 na venda.

(Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host