UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/07/2010 - 10h42

Investimentos externos diretos somam US$ 12 bilhões no 1º semestre

BRASÍLIA - A entrada de investimentos externos diretos (IED) líquidos no país somou US$ 708 milhões em junho, inferior ao total de US$ 1,431 bilhão ingressado no mesmo período do ano passado.

No primeiro semestre, houve entrada líquida de US$ 12,058 bilhões, ou 1,25% do Produto Interno Bruto (PIB). Nos seis meses iniciais de 2009, o ingresso ficou em US$ 12,665 bilhões, ou 2,04% do PIB.

Nos 12 meses até junho, entraram US$ 25,341 bilhões em investimentos estrangeiros diretos, o equivalente a 1,32% do Produto Interno Bruto (PIB). Nos 12 terminados em maio, ingressaram US$ 26,064 bilhões em IED, ou 1,39% do PIB.

Os dados levam em conta também os empréstimos intercompanhias, aqueles feitos pela matriz da multinacional para a subsidiária brasileira. Além disso, abatem as remessas feitas por conta de ganho do capital investido.

O Banco Central (BC) informou que, do total ingressado em junho, US$ 1,598 bilhão foram participação no capital. Foi contabilizada ainda saída líquida de US$ 889 milhões em empréstimos intercompanhias.

Quanto ao investimento brasileiro direto no exterior (IBD), houve saída líquida de US$ 692 milhões em junho de 2010. Segundo os dados do BC, esse é o resultado líquido de aplicações no valor de US$ 934 milhões e retorno de US$ 242 milhões.

No primeiro semestre, o IBD acusa saída líquida de US$ 8,556 bilhões. Em igual período do ano passado, houve entrada líquida de 1,798 bilhão.

(Azelma Rodrigues | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host