UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/08/2010 - 20h50

Ex-executivo da Deloitte é acusado de manipular dados privilegiados

SÃO PAULO - A comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos (Securities and Exchange Commission, SEC) acusou o ex-executivo da empresa de auditoria Deloitte & Touche LLP, Thomas P. Flanagan, e seu filho, Patrick Flanagan, de usarem indevidamente informações privilegiadas de seus clientes das empresas auditadas.

De acordo com a SEC, Thomas Flanagan e seu filho irão pagar mais US$ 1,1 milhão de multa para encerrar as acusações geradas pela SEC.

De acordo com Robert Khuzami, diretor da divisão de cumprimento de leis da SEC, os Flamagans violaram uma das mais fundamentais regras da contabilidade. Todas as empresas de auditoria deveriam aprender com esse infeliz episódio e aplicar controles vigorosos para assegurar o cumprimento com as regras de auditoria da SEC", afirmou Khuzami. As operações ilegais, de acordo com a SEC, renderam aos Flanagans mais de US$ 430 mil.

(Tatiana Schnoor | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host