UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/08/2010 - 15h46

Ibovespa avança para 68.325 pontos; dólar cai para R$ 1,758

SÃO PAULO - Apesar de ter se descolado do mercado americano no início do pregão, o Ibovespa voltou para o campo positivo na segunda etapa dos negócios, puxado novamente pelas ações da Petrobras.

Próximo das 15h40, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) se valorizava em 0,48%, aos 68.325 pontos, com volume financeiro negociado de R$ 4,483 bilhões. Ontem, o Ibovespa havia interrompido uma sequência de 11 altas consecutivas, quando acumulou ganhos de 9,91%.

No mesmo horário, os papéis PN da Petrobras subiam 1,30%, para R$ 29,46, e tinham o maior giro do dia, equivalente a R$ 484,2 milhões.
O operador de mercado da Icap Brasil, Rodrigo Falcão, assinala que os papéis seguem baratos e, portanto, atraindo os compradores. Apesar da queda de ontem, Falcão avalia que o Ibovespa segue numa trajetória positiva, em busca dos 70 mil pontos.

Há pouco, as principais altas do Ibovespa partiam dos papéis ON da MMX (5,90%, a R$ 13,45), PN da Tim Participações (3,37%, a R$ 5,20) e PNA da Usiminas PNA (3,36%, a R$ 51,90).

A MMX confirmou hoje que "mantém entendimentos" com diversas empresas e instituições financeiras sobre a venda de seus ativos, mas que ainda não concretizou qualquer negociação relacionada à alienação do negócio de extração de minério de ferro.

A resposta seguiu as notícias de que Eike Batista estaria negociando a venda dos ativos da MMX, sendo que a ArcelorMittal, maior siderúrgica do mundo, seria uma das interessadas no negócio.

O negócio também incluiria o projeto do porto Sudeste, desenvolvido pela LLX - braço de logística do grupo EBX - para escoar a produção das minas de minério de ferro.

Matéria publicada hoje pelo Valor revelou que a Usiminas também seria outra potencial interessada no porto Sudeste (ao lado de seu terminal) e que a própria siderúrgica informou que vinha avaliando uma parceria com a LLX como uma das várias alternativas ao seu projeto.

Já na ponta das maiores baixas do Ibovespa figuravam as ações MRV ON (-1,98%, a R$ 15,30), Pão de Açúcar PNA (-3,25%, a R$ 56,15) e Telemar ON (-3,71%, a R$ 31,10).

Em Wall Street, as bolsas continuam a registrar valorização nos negócios. Há pouco, enquanto o índice Dow Jones subia 0,36%, o Nasdaq avançava 0,63% e o S & P 500 se valorizava em 0,44%.

No ambiente cambial, a moeda americana continua a registrar pequena queda em relação à divisa brasileira, embora ganhe força sobre a libra e o euro. Instantes atrás, o dólar comercial recuava 0,11%, a R$ 1,758 na venda.

(Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host