UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/08/2010 - 17h07

Dólar tem novo dia de baixa e vale R$ 1,754

SÃO PAULO - Mais um dia de pouca emoção no mercado de câmbio. A moeda oscilou apenas R$ 0,007 entre máxima e mínima, sempre respeitando as linhas de R$ 1,75 e R$ 1,76.

Ao final da jornada, o dólar comercial valia R$ 1,754 na venda, o que representa queda de 0,22% sobre o fechamento de ontem. Na semana, a divisa tem leve baixa de 0,11%. O giro estimado para o interbancário passou dos US$ 2 bilhões.

Na roda de "pronto", da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F) o dólar encerrou com baixa de 0,24%, a R$ 1,7538. O volume caiu de US$ 58,75 milhões para US$ 52,25 milhões.

Já no mercado futuro, o dólar com vencimento em setembro, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), marcava valorização de 0,11%, a R$ 1,7655, antes do ajuste final de posições.

Segundo o gerente de câmbio da Treviso Corretora, Reginaldo Galhardo, o mercado não deixa o dólar ir abaixo de R$ 1,75, pois segue preocupado com alguma investida mais firme do Banco Central, como mais de uma compra por dia ou leilão de swap cambial reverso.

No entanto, esses mesmos agentes não têm interesse em um preço elevado. Então, eles aproveitam a taxa entre R$ 1,75 e R$ 1,77 para zerar suas posições vendidas.

Dando força a essa percepção estão os números do próprio BC, que mostraram que os bancos reduziram sua posição vendida em mais de US$ 2 bilhões em cerca de uma semana. No entanto, o montante ainda somava US$ 10 bilhões no final de julho.

Na avaliação de Galhardo, a formação de posições vendidas se justificava pela expectativa de ingressos pela capitalização da Petrobras, mas, como o processo foi atrasado, de julho para setembro, a postura mais prudente é reduzir o tamanho dessa posição.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host