UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/08/2010 - 12h56

Petróleo cai, com dados fracos de emprego nos EUA

SÃO PAULO - A reação negativa dos mercados mundiais aos dados de emprego dos Estados Unidos também é vista nos negócios com o petróleo. As cotações registram baixas expressivas, acompanhando o movimento das bolsas de valores.
Há pouco, em Londres, o Brent para setembro declinava US$ 1,04, para US$ 80,57. O vencimento de outubro marcava US$ 80,93, decréscimo de US$ 1,02.

Em Nova York, o WTI para setembro recuava US$ 0,90, cotado a US$ 81,11. O contrato de setembro se situava em US$ 81,55, retração de US$ 0,90.

A economia americana perdeu 131 mil postos de trabalho em julho. Segundo relatório do Departamento do Trabalho do governo dos EUA, foram criadas 71 mil vagas em atividades não agrícolas do setor privado. No entanto, isso não foi suficiente para contrabalançar o corte de postos no governo. Em julho, um contingente de 143 mil funcionários temporários do Censo encerrou os trabalhos e foi dispensado.

Os resultados ficaram abaixo do que o mercado esperava. Analistas de Wall Street apostavam que o setor privado não rural teria criado pelo menos 90 mil postos de trabalho no mês.

Os dados reacendem as dúvidas sobre se a recuperação econômica dos Estados Unidos estaria perdendo força. Nesse caso, a demanda por petróleo e derivados seria menor e tal interpretação se reflete nas cotações da commodity nos mercados futuros.

(Paula Cleto | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host