UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/08/2010 - 10h55

Bolsas americanas caem com sinais de desaquecimento global

SÃO PAULO - Wall Street abriu em queda nesta terça-feira, reagindo ao aumento das incertezas quanto à recuperação da economia global.

Nos primeiros minutos de operação, o índice Dow Jones caía 0,81%, para 10.612,62 pontos, enquanto o S & P 500 recuava 0,85%, para 1.118,16 pontos. O índice Nasdaq, por sua vez, perdia 1,08%, voltando aos 2.280,82 pontos.

Os dados da economia chinesa alimentaram as preocupações dos investidores, que desde a semana passada mostram-se receosos quanto ao desenvolvimento mundial. Os números da balança comercial da China mostram que o comércio do país com o resto do mundo está desacelerando, embora tenha sido contabilizado superávit de US$ 28,7 bilhões em julho - o maior em 18 meses.

As importações cresceram 22,7% no mês passado em relação ao mesmo mês de 2009, somando US$ 116,8 bilhões, percentual inferior ao verificado em junho, quando as compras de produtos de outros países aumentaram 34,1%. As exportações, apesar de atingirem a marca recorde de US$ 145,5 bilhões, tiveram expansão de 38,1%, menor que a alta de 43,9% apresentada em junho.

Na semana passada, quando foram divulgados os números de empregos nos Estados Unidos, o mercado já dava sinais de preocupação. O presidente americano Barack Obama chegou a admitir que a geração de empregos no país precisa acelerar, ampliando as especulações do mercado quanto ao lançamento de novas medidas de incentivo.

Nesta tarde, o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) deve se pronunciar sobre a economia americana. O mercado segue na expectativa de que novas ações de estímulo à economia sejam anunciadas ainda hoje.

(Francine De Lorenzo | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host