UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/08/2010 - 07h58

Dados da China colam bolsas asiáticas no vermelho

SÃO PAULO - Os dados da balança comercial da China desanimaram os mercados acionários da Ásia, que encerraram as operações desta terça-feira no campo negativo.

Em Xangai, o índice Shanghai Composite despencou 2,89%, para 2.595,27 pontos, enquanto em Hong Kong a queda do Hang Seng foi de 1,50%, para 21.473,60 pontos.

No Japão, o recuo foi menos intenso, de 0,22%, com o Nikkei 225 marcando 9.551,05 pontos. Na bolsa de Seul, o índice Kospi perdeu 0,50%, aos 1.781,13 pontos e, em Taipé, o índice Taiwan Taiex caiu 0,72%, para 7.976,74 pontos.

Na Austrália, o S & P/ASX 200 se desvalorizou em 1,18%, ficando em 4.540,70 pontos.

Apesar de o governo chinês ter anunciado crescimento tanto nas importações como nas exportações, o mercado não reagiu bem aos números, que evidenciam uma desaceleração no ritmo de expansão do comércio no país.

Em julho, as importações subiram 22,7%, somando US$ 116,8 bilhões, enquanto no mês anterior o crescimento havia sido de 34,1%. As exportações, por sua vez, aumentaram 38,1%, para US$ 145,5 bilhões, também ficando abaixo da expansão de 43,9% contabilizada em junho.

Além disso, os negócios ainda foram influenciados pelos dados de preços de imóveis na China, que confirmam a tendência de desaceleração. De acordo com a agência de estatísticas chinesa, os preços de imóveis residenciais nas maiores cidades chinesas subiram 10,3% em julho, na comparação com o mesmo mês de 2009, percentual inferior aos 11,4% registrados em junho e aos 12,4% de maio.

(Francine De Lorenzo | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host