UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/08/2010 - 08h26

Gol fecha trimestre com prejuízo de R$ 51,9 milhões

SÃO PAULO - A Gol Linhas Aéreas encerrou o intervalo abril-junho com prejuízo de R$ 51,9 milhões, comparável a um lucro de R$ 353,7 milhões no mesmo período do ano passado. Maiores despesas operacionais relacionadas à reformulação de frota e perdas no lado financeiro justificam a piora no resultado da companhia.
O resultado financeiro foi negativo em R$ 113,3 milhões, contra um saldo positivo de R$ 369 milhões em abril-junho de 2009. A empresa pagou juros de debêntures, teve um impacto negativo de variações cambiais e de operações de hedge (proteção) e um maior gasto com leasing financeiro.
Já a receita líquida da companhia área somou R$ 1,59 bilhão no segundo trimestre, com alta de 14,1% ante o segundo trimestre do ano passado. Segundo a empresa, o tráfego de passageiros cresceu 16,6% nessa comparação. As receitas auxiliares, que incluem faturamento de transporte de carga e fretados, aumentaram 22,1% na comparação anual, para R$ 177,4 milhões.

Por outro lado, os custos e despesas operacionais subiram 17,6% e atingiram R$ 1,53 bilhão, em reflexo dos gastos relativos à reformulação de frota feito pela companhia - que devolveu cinco aeronaves Boeing 737-300 e reativou parte dos 767 para fretamento, por exemplo. Essas despesas maiores fizeram o resultado operacional (Ebit) da Gol cair 36,3% perante o segundo trimestre de 2009, para R$ 57,3 milhões.
Já resultado da Gol medido pelo Ebitdar (lucro antes de juros, impostos, depreciação, amortização e arrendamento), próprio do setor de aviação, foi de R$ 274,2 milhões no segundo trimestre deste ano, ante R$ 258,8 milhões um ano antes. A margem Ebitdar ficou em 17,2%, abaixo dos 18,6% no segundo trimestre de 2009.

(Paula Cleto | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host