UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/08/2010 - 10h37

Lula cobra de ministros continuidade de projetos e obras

BRASILIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva começou a reunião ministerial por volta das 10h, avisando que este é o penúltimo encontro dessa natureza antes do fim do seu governo. Ele não marcou data, mas deverá fazer o balanço final de seus dois mandatos após as eleições de outubro próximo.

Com praticamente todo o ministério presente - 34 ministros e três representantes -, Lula abriu a 26ª reunião ministerial cobrando o andamento de projetos e obras, com as perspectivas de evolução para os quatro últimos meses de sua administração.

De acordo com a assessoria da Presidência da República, Lula convocou a reunião para deixar claro que, apesar do período eleitoral, o governo federal não deve parar. Pediu empenho de seus ministros, em especial para projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que não sofreu contingenciamento de recursos em função das restrições de gastos públicos do período eleitoral. Lula pode inaugurar obras, só não pode contratar novas antes do fim do processo das eleições.

A assessoria de Lula não soube informar se haveria relatos específicos de ministros sobre a conjuntura política e econômica, por exemplo. A expectativa é de que a 10ª reunião ministerial do segundo mandato de Lula, e a terceira deste ano, não seja muito longa.

O encontro acontece no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede provisória do governo federal enquanto dura a reforma do Palácio do Planalto.

(Azelma Rodrigues | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host