UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/08/2010 - 16h59

Para Mantega, BNDES é lucrativo e tem baixo nível de inadimplência

BRASÍLIA - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje que é "por dor de cotovelo" que "uma meia dúzia faz barulho" e critica o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). "É claro que as grandes empresas concentram mais" os financiamentos do banco estatal de fomento, "o que é normal no Brasil e no mundo", disse ele.

Mantega afirmou que o BNDES "é um banco lucrativo, com um nível de inadimplência baixo" e que a instituição teve um papel muito importante para que o país tenha saído rápido da crise mundial, o que justificaria os R$ 180 bilhões em empréstimos subsidiados da União em 2009 e 2010.

"O custo é muito menor do que o que ganhamos com a retomada do crescimento econômico", disse o ministro, tentando minimizar qualquer favorecimento que o banco tenha feito ou venha a fazer, conforme as críticas. Ele argumentou também que os empréstimos ao BNDES fizeram parte do pacote de medidas anticíclicas para livrar o país da crise.

"O PIB teria recuado 2,5% a 3% em 2008", disse ele. "Evitamos esse prejuízo e, não fossem essas medidas, a arrecadação não teria aumentado em 2010. Foi uma ação anticíclica muito bem-sucedida", continuou.

Além de defender a concentração de financiamentos do BNDES para "as empresas líderes" de alguns setores, o ministro disse que as pequenas e médias companhias receberam R$ 30 bilhões em empréstimos nos últimos dois anos e que "nos últimos 12 meses" o banco estatal recebeu cerca de 400 mil projetos.

(Azelma Rodrigues | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host