UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/08/2010 - 17h02

Bancários apresentam proposta de reajuste de 11% à Febraban

SÃO PAULO - O Comando Nacional dos Bancários apresentou hoje à Federação Brasileira de Bancos (Febraban) a pauta de reivindicações da categoria. A primeira rodada de negociações salariais deve ser realizada no final de agosto, mas a data do encontro ainda não foi marcada.

Os trabalhadores querem reajuste de 11% nos salários, além de uma participação nos lucros e resultados (PLR) equivalente a três salários mais R$ 4 mil e benefício de vale-refeição no valor de um salário mínimo (R$ 510). Os bancários pedem também o fim do assédio moral e de metas consideradas abusivas, mais segurança nas agências e geração de empregos.

A presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, Juvandia Moreira, cobrou a definição de uma data para o início das discussões. Ela lembrou que a negociação é fundamental para a realização do acordo coletivo e para a solução de conflitos, sem a necessidade de interferência externas, como forca policial, interditos proibitórios e do Tribunal Superior de Trabalho (TST).

"Os bancários entendem o valor da mesa de negociação como ponto primordial, ainda mais em um ano em que os bancos registram em média elevação do lucro de 26% e que a expectativa de crescimento do PIB já supera os 7%. Nossas reivindicações vão muito além do aumento real", afirmou a sindicalista em nota.

(Téo Takar | Valor)
Hospedagem: UOL Host