UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/08/2010 - 17h11

Dilma sinaliza a empresários interesse em investir nas ferrovias

BRASÍLIA - A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, apresentou a empresários do setor ferroviário seu interesse em alavancar os investimentos no segmento, em caso de vitória nas urnas nas eleições de outubro.
De acordo com a candidata, apoiada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a expansão da rede de ferrovias é fundamental para o crescimento sustentável da economia brasileira.

Mesmo depois de deixar o comando da Casa Civil, Dilma fez questão de ressaltar o nível de expansão da malha ferroviária em todo o governo Lula. Segundo a ex-ministra, o país terá construído cerca de 1,3 mil quilômetros de novas linhas até o fim do ano.

A ex-ministra destacou que as ferrovias são fundamentais para o escoamento da produção de minério de ferro e das safras de grãos. "O Brasil precisa pensar o setor ferroviário como parte importante da infraestrutura de suporte ao crescimento da economia brasileira", afirmou Dilma ao participar do IV Brasil nos Trilhos.

Ao voltar a fazer uso dos números do governo, Dilma afirmou que o presidente Lula elevou o nível de investimentos em transporte ferroviário de 1,5% para 3,5% do PIB. A meta para os próximos anos, segundo a candidata, é atingir o patamar de 5,5% a 6%.

Dilma fez ainda a defesa do projeto do Trem de Alta Velocidade (TAV), o trem-bala que interligará as cidades de Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas. Segundo ela, o governo optou por uma visão integrada de transferência de tecnologia, que possibilitará o domínio do conhecimento empregado pelas empresas estrangeiras e desenvolvimento de projetos nacionais.

"O foco não será apenas no transporte de alta velocidade, mas também em transporte urbanos, nas tecnologias utilizadas nos metrôs", afirmou.

(Rafael Bitencourt | Valor)
Hospedagem: UOL Host