UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/08/2010 - 15h03

Dólar segue em alta e vale R$ 1,770

SÃO PAULO - Com suporte do mau humor externo, os compradores continuam pautando os negócios no mercado de câmbio local. Mas, ainda assim, parece existir um limite para o pessimismo dos agentes, pois enquanto bolsas commodities e outras moedas caem mais de 2%, a variação no dólar não chega a 1%.

Por volta das 15h10, o dólar comercial registrava valorização de 0,68%, a R$ 1,768 na venda. Na máxima, a moeda foi a R$ 1,775.

No mercado futuro, o dólar com vencimento em setembro, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), avançava 0,87%, a R$ 1,7775.
Entre as explicação para essa piora menos acentuada no câmbio local estão as posições vendidas (posições pró-real) no mercado à vista e futuro e o fato de que a moeda brasileira não acompanhou o forte movimento de melhora pelo qual o mercado passou em julho. Ou seja, se o real não subiu muito no mês passado, não tem motivo para afundar agora.

Já no câmbio externo, o euro desaba mais de 2%, perdendo o importante suporte de US$ 1,30. Há pouco, a moeda valia US$ 1,287. E entre as commodities, o barril de WTI cai 2,3%, operando na linha de US$ 78,00.
Em Wall Street, o Dow Jones, o Nasdaq e o S & P 500 caíam mais de 2% cada. Por aqui, o Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), recuava 1,93%.

Os analistas domésticos e externos creditam o mau humor a piora na avaliação do Federal Reserve (Fed), banco central americano, sobre a atividade nos Estados Unidos, e dados menos robustos sobre a economia chinesa.

(Eduardo Campos | Valor)
Hospedagem: UOL Host