UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/08/2010 - 09h40

Variação cambial afeta lucro da Suzano Papel e Celulose no trimestre

SÃO PAULO - A Suzano Papel e Celulose fechou o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 135 milhões, uma queda de 69,3% perante os R$ 439 milhões obtidos em igual intervalo do ano passado. Nos três primeiros meses de 2010, o lucro correspondeu a R$ 130 milhões.

Segundo o relatório de resultados da companhia, houve melhora nos indicadores operacionais, mas a desvalorização do real perante o dólar (1,2% no câmbio de fechamento) teve um impacto negativo sobre a dívida em moeda estrangeira. "O contrário ocorreu no segundo trimestre de 2009, quando o real se valorizou 15,7% em relação ao dólar, gerando resultado financeiro significativamente positivo para a companhia", explica o documento.

A receita líquida de vendas somou R$ 1,189 bilhão, com acréscimo de 8,2% em relação ao R$ 1,099 bilhão de abril a junho de 2009. O volume total de vendas de papel e celulose, porém, caiu 16,7% nesse confronto, para 717,1 mil toneladas. Segundo a empresa, isso se deve ao fato de ter havido grande esforço de vendas em 2009 para reduzir estoques em um cenário de crise global. O ganho de receita veio, principalmente, do reajuste de preços - média de 29,9% em reais perante o segundo trimestre de 2009.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ficou em R$ 413 milhões, um salto de 77,5% no comparativo com os R$ 232 milhões do segundo trimestre de 2009. A margem Ebitda passou para 34,7% no trimestre findo em junho ante os 21,1% de um ano antes.
(Paula Cleto | Valor)
Hospedagem: UOL Host