UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/08/2010 - 13h01

BB quer atingir municípios menores com "agência complementar

SÃO PAULO - Para chegar aos 2,2 mil municípios onde o Banco do Brasil ainda não tem presença via agência, a instituição criou um novo modelo de atuação e pretende abrir 500 agências complementares "até o fim do ano".
A ideia é se direcionar aos municípios menores, onde o banco não encontra grande escala. O modelo de agência complementar será um misto de agência tradicional com correspondente bancário. O plano do BB para esse modelo é construir 2,5 mil agências complementares, mas o presidente do BB, Aldemir Bendine, não informou um prazo.
"Vamos incentivar os correspondentes a ir para os municípios onde não atuamos e, ao mesmo tempo, vamos ter uma agência conjugada a eles", afirmou o presidente do BB.
O papel dos funcionários no modelo, segundo o executivo, é a orientação financeira e o direcionamento de crédito e produtos, principalmente para as classes emergentes.
Segundo o executivo, o crescimento do número de agências do banco, no Brasil, deverá ampliar o plano de contratações da instituição, que já tinha anunciado a entrada de 10 mil novos funcionários até o fim de 2011. Destes, 6 mil funcionários já foram contratados ou estão em processo de contratação, enquanto 4 mil deverão ser contratados até o começo de 2011. Hoje o quadro de funcionários do BB conta com 110 mil pessoas.
(Vanessa Dezem | Valor)
Hospedagem: UOL Host