UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/08/2010 - 09h06

Bolsas europeias caem com desaceleração no Japão

SÃO PAULO - O fraco desempenho da economia japonesa no segundo trimestre aumentou ainda mais os temores do mercado quanto ao futuro da economia global. Após o Japão anunciar forte desaceleração em seu ritmo de crescimento, as bolsas europeias passaram a registrar perdas, anulando os ganhos registrados no início do pregão.

Há pouco, o índice FTSE 100, da bolsa de Londres, caía 0,76%, para 2.688,17 pontos. O mesmo percentual de queda era registrado pelo CAC 40, que voltava para os 3.583,62 pontos.
Em Frankfurt, o índice DAX tinha 0,14% de desvalorização, aos 6.101,90 pontos, enquanto em Madrid, o Ibex 35 recuava 0,83%, para 10.190,20 pontos. Já em Milão, o FTSE MIB perdia 0,84%, aos 20.300,46 pontos.
Nesta manhã, o governo japonês informou que a economia do país cresceu apenas 0,4% em relação ao segundo trimestre de 2009 e 0,1% sobre janeiro a março. O resultado ficou muito aquém do verificado no primeiro trimestre, quando a expansão do PIB do Japão foi de 4,4% frente ao mesmo período do ano passado e de 1,1% na comparação com os três meses anteriores.
Os dados se somam a uma série de indicadores divulgados na Europa, na China e nos Estados Unidos nas últimas semanas, que apontam a fragilidade da recuperação econômica global. Nem mesmo a notícia de que a mineradora Vedanta Resource fechou acordo para a aquisição de maior parte do capital da petrolífera Cairn India alterou o humor do mercado.
A mineradora comprará entre 51% e 60% da Cairn India por um valor entre US$ 8,5 bilhões e US$ 9,6 bilhões. Na bolsa de Londres, as ações da Vedanta operavam em alta de mais de 3,5%, enquanto as da Cairn Energy, controladora da Cairn India, avançavam mais de 3%.

(Francine De Lorenzo | Valor, com agências internacionais)
Hospedagem: UOL Host