UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/08/2010 - 12h04

Dólar acentua queda, apesar das incertezas quanto à economia mundial

SÃO PAULO - O mercado de câmbio interno se mostra descolado do cenário no exterior, mais influenciado pelo fluxo de recursos. O dólar comercial acentuou a queda ante o real, e, há pouco, tinha desvalorização de 0,45%, cotado a R$ 1,762 na compra e a R$ 1,764 na venda, mínima do dia até o momento.
No mercado futuro, o contrato de setembro negociado na BM & F cedia 0,53%, cotado a R$ 1,770.
A expectativa de forte ingresso de recursos externos que já existia entre os investidores foi alimentada hoje por comentários do presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli.
Pela manhã, em evento da Organização Nacional da Indústria do Petróleo (ONIP), ele garantiu que a capitalização da companhia ocorrerá em setembro. "Não trabalhamos com essa hipótese", disse, ao ser questionado sobre a possibilidade de a operação ser adiada.
"Existia uma dúvida entre os operadores se a capitalização da Petrobras realmente ocorreria em setembro ou se ficaria para dezembro", lembra o sócio da Beta Advisors, Rodrigo Menon.
Segundo ele, o câmbio interno está acompanhando a valorização do Ibovespa, em dia de vencimento de opções. Por volta das 12h, o Ibovespa subia 0,35%.
Menon lembra que o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do Japão no segundo trimestre trouxe à tona incertezas quanto à economia mundial entre os investidores. "Existe um receio entre os agentes quanto à economia global e isso deveria fortalecer a divisa americana. Porém, quando há uma perspectiva de forte fluxo de recursos para o país, o dólar se descola das notícias no exterior", explica.
Os mercados acionários do exterior operavam próximos à estabilidade minutos atrás, mostrando certa falta de rumo. Em Wall Street, há pouco, o índice Dow Jones tinha ligeira queda de 0,02%, ao passo que o S & P 500 registrava pequena valorização de 0,07%.
Na Europa, por sua vez, o londrino FTSE-100 subia 0,18%, minutos atrás, ao passo que o CAC-40, de Paris, tinha perda de 0,22%.
No mercado de câmbio externo, o euro registra valorização de 0,47% ante o dólar, cotado a US$ 1,2815. Para o sócio da Beta Advisors, o movimento pode ser visto como um ajuste técnico, após a queda da semana passada.

(Karin Sato | Valor)
Hospedagem: UOL Host