UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/08/2010 - 18h55

BNDES financia obras de hotéis para Copa e Olimpíada

RIO - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou os dois primeiros financiamentos no âmbito do Procopa Turismo, programa destinado a estimular a ampliação e modernização da rede hoteleira nas cidades que sediarão jogos da Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016.
O Hotel Glória, do Grupo EBX, receberá R$ 146,5 milhões, enquanto o Ibis que será erguido em Copacabana ficará com outros R$ 11,6 milhões.

Os dois empreendimentos cariocas fazem parte dos R$ 709,4 milhões em projetos que já chegaram ao banco de fomento para financiamento dentro do Procopa Turismo, equivalendo a um total de R$ 1,2 bilhão em investimentos no setor hoteleiro.

Os recursos para o Hotel Glória irão para a Companhia Industrial de Grandes Hotéis, empresa da EBX, reformar o estabelecimento. O total do investimento na obra é de R$ 260 milhões e a previsão é de que a obra esteja pronta no início de 2012.

Já a Galvan Engenharia receberá o dinheiro do banco para erguer o Ibis em Copacabana, num empreendimento que terá 122 quartos e custará o total de R$ 25 milhões, sendo que o BNDES terá participação de 100% no item máquinas e equipamentos e 80,7% nos demais itens financiáveis do programa. A expectativa é de que o hotel esteja pronto em um ano.

O prazo de pagamento dos projetos enquadrados no Procopa Turismo pode chegar a 15 anos para os hotéis novos e o custo do financiamento varia de Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), hoje em 6% ao ano, mais um spread de 0,9% a 3,5% ao ano, dependendo da empresa tomadora dos recursos.

O superintendente da área industrial do BNDES, Júlio Ramundo, afirmou que as demais consultas ao Procopa Turismo apontam para demanda de construção ou reforma de mais de 30 unidades nas cidades que serão sede da Copa de 2014.

"Já recebemos a proposta de um empreendedor que quer reformar e ampliar três hotéis em Recife", frisou Ramundo, que participou do 52º Congresso Nacional de Hotéis (Conotel), no Rio de Janeiro.
Segundo ele, a assinatura dos contratos para desembolso deve acontecer dentro de 30 a 45 dias e as liberações acontecerão à medida que as obras avançarem.

O diretor presidente da Galvan Engenharia, José Luis Galvêas, ressaltou que está em fase final de negociação com o banco de fomento a aprovação de mais R$ 19 milhões para construção de outra unidade do Ibis em Botafogo, com entrega prevista para 2012, com 240 quartos e investimento total de R$ 30 milhões.

A capixaba Galvan atua como estruturadora de projetos e levanta fundos com investidores para erguer empreendimentos que operem com a bandeira da Accor, parceira da construtora em diversos hotéis no país.

Galvêas explicou que a Accor opera a unidade e tira um percentual pré-determinado do faturamento dos hotéis que opera, enquanto o restante vai para a construtora e os demais investidores que aplicaram recursos no projeto.

"É importante que os consigamos gerar retorno para os investidores", disse Galvêas, destacando que outro empreendimento da Accor, mas com a bandeira Novotel, deverá ser erguido na Barra da Tijuca, em terreno já adquirido na orla.
"Neste caso não deveremos ir ao BNDES porque já viabilizamos com os investidores para a construção do hotel e a obra está prestes a começar", acrescentou, explicando que o hotel custará R$ 70 milhões e deverá estar pronto em 2013.

(Rafael Rosas | Valor)
Hospedagem: UOL Host