UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/08/2010 - 15h49

Ibovespa se aprecia para 67.509 pontos, na cola das bolsas mundiais

SÃO PAULO - Sem oscilações expressivas ao longo desta tarde, o Ibovespa continua defendendo a linha dos 67.500 pontos, em seu quarto pregão seguido de valorização.

Próximo das 15h50, o índice avançava 1,21%, aos 67.509 pontos, com volume financeiro negociado de R$ 4,232 bilhões.

Em Wall Street, após cinco quedas seguidas, o índice Dow Jones subia 1,60%. Também em alta, o Nasdaq tinha ganhos de 1,74% e o S & P 500 se valorizava em 1,73%.

O analista da Leme Investimentos, João Pedro Brugger, avalia que o resultado de varejistas americanas e de indicadores econômicos do país estão animando o mercado.

A rede de varejo de itens para casa Home Depot apresentou lucro líquido de US$ 1,192 bilhão no segundo trimestre do ano (US$ 0,72 por ação). O resultado foi 6,8% superior ao lucro líquido de US$ 1,116 bilhão (ganho de US$ 0,66 por ação) obtido pela empresa em igual período de 2009.

Já o Wal-Mart registrou lucro líquido de US$ 3,6 bilhões (ou US$ 0,97 por ação), no segundo trimestre deste ano, superando em 3,6% o lucro líquido obtido em igual período do ano passado.

Além disso, o Federal Reserve (Fed), banco central dos EUA, anunciou que a produção industrial do país aumentou 1% em julho, após recuar 0,1% um mês antes (número revisado).

"O resultado das varejistas veio bom e mostra que o consumo do país segue forte, mesmo neste momento de crescimento mais lento. O consumo poderá ser mais uma vez um dos pilares de sustentação para a recuperação da economia americana", comentou Brugger.

No ambiente corporativo, em dia de alta dos preços das commodities, os papéis de siderurgia e mineração, de petrolíferas, de bancos e de construtoras dão força para mais uma valorização do Ibovespa.

Há pouco, entre os maiores giros do dia, figuravam, em ordem, as ações Vale PNA (1,29%, a R$ 43,94), com R$ 474,5 milhões movimentados; Petrobras PN (2,46%, a R$ 28,29), com valor negociado de R$ 352,6 milhões; e OGX Petróleo ON (2,74%, a R$ 20,24), com volume de R$ 248,5 milhões.

As maiores valorizações do Ibovespa partiam dos papéis PDG Realty ON (3,99 %, a R$ 18,49), TAM PN (3,74%, a R$ 37,37) e Rossi Residencial ON (3,22%, a R$ 15,99).

No sentido oposto, destacavam-se entre as principais quedas do índice as ações Vivo PN (-1,64%, a R$ 41,80), CCR Rodovias ON (-1,66%, a R$ 38,50) e JBS ON (-2,39%, a R$ 7,73).

(Beatriz Cutait | Valor)
Hospedagem: UOL Host