UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/08/2010 - 17h39

Petróleo avança, com queda na aversão ao risco

SÃO PAULO - Em sessão mais tranquila, os preços internacionais do petróleo fecharam em alta. Os investidores se focaram nos resultados corporativos dos EUA.

Em Nova York, o contrato do WTI para setembro avançou US$ 0,53, para US$ 75,77, enquanto o vencimento de outubro fechou a US$ 76,16, com alta de US$ 0,56. Em Londres, o Brent de outubro foi cotado a US$ 76,93, com ganho de US$ 1,30, e o ativo para novembro atingiu US$ 77,45, após alta de US$ 1,29.

O dólar recuou frente ao euro, o que estimulou as negociações da commodity e a aversão ao risco diminuiu diante de resultados positivos, principalmente no setor de varejo.
A rede americana Wal-Mart registrou lucro líquido de US$ 3,6 bilhões (US$ 0,97) por ação, no segundo trimestre fiscal, superando em 3,6% o lucro líquido de US$ 3,47 bilhões (US$ 0,89 por ação) obtido em igual período do ano passado. O ganho por ação da empresa no período encerrado em 31 de julho ficou em linha com as previsões de analistas.

Na mesma linha, a rede de varejo de itens para casa Home Depot apresentou lucro líquido de US$ 1,192 bilhão no segundo trimestre do ano (US$ 0,72 por ação). O dado foi 6,8% superior ao lucro líquido de US$ 1,116 bilhão obtido pela empresa em igual período de 2009.

Dentre os indicadores, os agentes prestaram atenção na produção industrial dos Estados Unidos, que aumentou 1% em julho, após recuar 0,1% um mês antes (número revisado).

(Vanessa Dezem | Valor, com agências internacionais)
Hospedagem: UOL Host