UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/08/2010 - 10h42

Recolhimento de impostos e Previdência pela Receita cresce no ano

BRASÍLIA - A arrecadação total de impostos e contribuições federais e de contribuições previdenciárias alcançou R$ 447,464 bilhões nos sete primeiros meses de 2010, em termos nominais. O valor corresponde a uma alta nominal de 17,74% perante o apurado no mesmo período do ano passado (R$ 380,048 bilhões).

Com a correção pelo IPCA, o montante arrecadado entre janeiro e julho corresponde a R$ 450,914 bilhões, de acordo com os dados divulgados pela Receita Federal. O recolhimento total apresentou aumento real de 12,22% em relação ao mesmo período de 2009 (R$ 401,821 bilhões, corrigidos).

No acumulado do ano, a receita administrada (sem contribuição previdenciária) somou R$ 304,925 bilhões, em termos nominais, e R$ 307,308 bilhões, considerando a correção pelo IPCA. Isso representa uma elevação real de 11,42% em relação aos sete meses iniciais de 2009 (R$ 275,801 bilhões, corrigidos).

As receitas previdenciárias, por sua vez, ficaram em R$ 124,612 bilhões em termos nominais, ou R$ 125,53 bilhões atualizados pelo IPCA, com elevação real de 10,17% perante mesmo intervalo do ano passado.

As demais receitas (principalmente royalties da extração de petróleo) totalizaram R$ 17,927 bilhões em termos nominais e R$ 18,076 bilhões a preços corrigidos, com expansão de 49,72% sobre o período de janeiro a julho de 2009 (R$ 12,073 bilhões).

(Azelma Rodrigues | Valor)
Hospedagem: UOL Host