UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/08/2010 - 10h26

Devolução de cheque sem fundo é a menor em seis anos, nota Serasa

SÃO PAULO - A devolução de cheques por falta de fundos no mês de julho não era tão baixa desde 2004, de acordo com a Serasa Experian. No mês passado, essa taxa foi de 1,74%, a menor para o período nos últimos seis anos. Em julho de 2004, o percentual de cheques devolvidos se encontrava em 1,56%.

De janeiro a julho, foi constatada queda de 9,8% no número de cheques compensados, enquanto a redução na quantidade de cheques sem fundos foi de 26,9%. "Esses números demonstram que há melhora na qualidade do cheque, com a inadimplência regredindo muito mais que a queda em sua utilização", afirma a Serasa Experian em relatório.

A diminuição na devolução de cheques sem fundos, explica a entidade, deve-se à preferência do consumidor por dívidas com prazos mais longos que o cheque pré-datado e que ofereçam a possibilidade de negociação da prestação devida. Ao mesmo tempo que a inadimplência com cheques retrocede, nota a Serasa, a inadimplência com cartões de crédito e empréstimos bancários sobe. A previsão da entidade é de que a devolução de cheques sem fundos deve continuar caindo pelo menos até o último trimestre do ano, quando o Dia das Crianças e o Natal podem incentivar o consumidor a buscar diversas formas de parcelamento.

A incidência de cheques sem fundos é maior no Norte do país, onde a taxa de devolução nos sete primeiros meses de 2010 foi de 4,15%. Já o Sudeste registra o menor índice, com 1,52% de cheques devolvidos por falta de fundos. (Francine De Lorenzo | Valor)
Hospedagem: UOL Host