UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/08/2010 - 11h09

Fusões e aquisições totalizam R$ 84,8 bilhões no 1º semestre

SÃO PAULO - As 59 operações de fusões e aquisições anunciadas no primeiro semestre do ano somaram R$ 84,8 bilhões, o maior valor para o período desde 2006.

A informação é da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). O montante é 43,2% superior aos primeiros seis meses do ano passado e já representa 71,3% de todo o volume observado em 2009.

As operações de aquisição de empresas estrangeiras por brasileiras, 18 no primeiro semestre, foram destaque no período, representando 46,6% do volume total (R$ 39,5 bilhões). Em seguida estão as operações entre empresas brasileiras. De acordo com a Anbima, o resultado denota o aumento da presença das companhias nacionais como compradoras globais.

Para se ter uma ideia, as aquisições entre brasileiras corresponderam a 79,9% do volume durante o primeiro semestre de 2009.

A joint venture entre a Shell e a Cosan lidera o ranking divulgado pela Anbima, com volume de R$ 11,6 bilhões. Na segunda posição está a venda dos ativos de alumínio da Vale para a Norsk Hydro, no valor total de R$ 8,5 bilhões. Em seguida, aparecem a aquisição da Bunge pela Vale (R$ 7 bilhões) e a compra dos ativos brasileiros da Devon Energy Corporation pela BP (R$ 5 bilhões).

A Anbima destaca que as operações acima de R$ 1 bilhão apresentaram crescimento de 37,3%, recorde da série histórica do Ranking Anbima de Fusões e Aquisições criado em 2006, e bem superior à fatia de 25% correspondente ao primeiro semestre de 2009.

(Ana Luísa Westphalen | Valor)

 

Hospedagem: UOL Host