UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/08/2010 - 17h50

Itautec lucra R$ 15,2 milhões no 2º trimestre e inicia expansão

SÃO PAULO - A elevação de 76% no lucro líquido da fabricante de computadores Itautec no segundo trimestre, em relação ao mesmo período do ano passado, não é motivo para acomodação, sinalizou o presidente da empresa, Mário Anseloni, nesta quarta-feira.

"Como dizem os americanos, 'estamos felizes com o resultado, mas não satisfeitos'", comentou Anseloni ao apresentar os números da companhia e anunciar a nova diretoria executiva da empresa.

Entre abril e junho de 2010, a Itautec gerou um lucro líquido de R$ 15,2 milhões, o que representa um avanço de 76% sobre o ganho de R$ 8,6 milhões obtido em igual período do ano passado. A receita líquida da empresa no período atingiu R$ 551 milhões, apresentando elevação de 34,9%.

O segmento de automação bancária e comercial foi um dos destaques do balanço da empresa no segundo trimestre, tendo gerado uma receita de R$ 156 milhões entre abril e junho, o que representa um salto de 152,7% sobre o resultado obtido em igual período do ano passado.

As vendas de computadores também apresentaram bom desempenho no segundo trimestre, com faturamento de R$ 223 milhões, uma elevação de 40,5% no comparativo com o segundo trimestre de 2009. O crescimento mais expressivo ante o segundo trimestre do ano passado ocorreu nas vendas de desktops que tiveram alta de 53,3% somando 54,9 mil unidades vendidas entre abril e junho.

A receita do segmento de serviços apresentou recuo de 2,1%, de R$ 204 milhões no segundo trimestre de 209089 para R$ 199 milhões entre abril e junho deste ano. A queda, segundo Anseloni, é um efeito sazonal, e deve ser recuperada no próximo trimestre.

No acumulado do primeiro semestre, o lucro líquido da Itautec somou R$ 21 milhões, apresentando um avanço de 48,5% ante igual período do ano passado, enquanto a receita líquida no período atingiu R$ 1,02 bilhão, apresentando avanço de 21,1% sobre o resultado obtido no primeiro semestre de 2009.

Expansão
Segundo Anseloni, a Itautec, que hoje está em quarto lugar no mercado brasileiro de computadores, segundo a IDC, não tem uma meta específica de galgar posições no mercado, mas sim de "não perder posições" e se fortalecer. "Nosso foco está em capacitação e fortalecimento da estrutura executiva, da capacidade fabril [em Jundiaí (SP)] e de vendas", afirma o executivo.

Desde que assumiu o comando da Itautec, após deixar a HP Brasil, em fevereiro, Anseloni vem trabalhando na reestruturação da diretoria executiva da empresa, que agora passa a atuar com um novo corpo diretivo e três unidades de negócios: Soluções de Automações, Soluções de Computação e Serviços Tecnológicos.

Na área de vendas, a companhia planeja ampliar de 25% a 30% a equipe comercial direta, hoje com cerca de 200 profissionais, bem como expandir sua cobertura por meio de parceiros de vendas.

Para executar seu plano, a Itautec conta com um investimento de R$ 100 milhões programado para 12 meses, a partir de maio, conforme noticiou o Valor. "É um valor executado quase que diariamente", disse o executivo sem precisar o quanto já foi investido na operação.

O plano para a Itautec reflete o objetivo da Itaúsa - holding que engloba o banco Itaú Unibanco e as empresas Duratex, Elekeiroz e Itautec - de fortalecer seu setor industrial, lembra Anseloni. No início de agosto, a fabricante de painéis e chapas de madeira Duratex elevou sua previsão de investimentos em 2010 de R$ 420 milhões para R$ 570 milhões, incluindo R$ 220 milhões na divisão Deca e R$ 120 milhões na ampliação da planta de metais em Jundiaí (SP).

(Daniela Braun | Valor)
Hospedagem: UOL Host