UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/08/2010 - 19h49

Planalto rebate acusação de censura à imprensa feita por Serra

SÃO PAULO - As declarações dadas hoje pelo candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, que acusou o governo federal de cercear a liberdade de imprensa, repercutiram no Palácio do Planalto.

O ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Franklin Martins, divulgou nota há pouco afirmando que a acusação é "grave e descabida, sem qualquer apoio nos fatos".

"Para nós, a liberdade de imprensa é sagrada. O Estado Democrático só existe, consolida-se e se fortalece com uma imprensa livre. E, ao garantir a liberdade de imprensa no país, o governo federal sabe que está em perfeita sintonia com toda a sociedade. Ela é uma conquista do povo brasileiro", afirmou o ministro.

"Compreendemos que as paixões da campanha eleitoral podem, em determinadas circunstâncias, toldar julgamentos serenos, mesmo naqueles que dizem ter nervos de aço. Mas seria prudente que certos excessos fossem evitados", disse Martins
O ministro ressaltou que, ao dizer que o governo federal censura e persegue a imprensa, Serra "não apenas falta com a verdade como contribui para arranhar a imagem internacional do Brasil".

(Téo Takar | Valor)
Hospedagem: UOL Host