UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/08/2010 - 11h33

Custo de Belo Monte não ameaçará taxa de retorno, diz Eletrobras

RIO - O presidente da Eletrobras, José Antônio Muniz Lopes, admitiu que o custo final para construção da hidrelétrica de Belo Monte poderá superar os R$ 20 bilhões estimados inicialmente, mas garantiu que a taxa de retorno pretendida pelos técnicos da estatal não ficará comprometida.
Para Muniz Lopes, que participa de seminário promovido pelo Grupo de Estudos do Setor Elétrico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Gesel-UFRJ), o patamar de R$ 20 bilhões foi apenas um valor de referência para definição do preço da energia no mercado regulado.

"O que me anteciparam é que estamos cumprindo todas as metas. Isso significa que os cálculos para taxa interna de retorno serão atendidos. O valor total poderá ser superior a R$ 20 bilhões, mas garantindo a taxa de retorno a que nos propusemos", disse Muniz Lopes.

O executivo também informou que o processo de capitalização da Eletrobras deverá estar concluído em setembro. A operação prevista pela empresa consiste na troca de créditos de pouco mais de R$ 4 bilhões que o Tesouro Nacional e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) têm contra a Eletrobras em ações da companhia.

(Rafael Rosas | Valor)
Hospedagem: UOL Host