UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/08/2010 - 12h52

Eletrobras quer começar este ano obras de hidrelétrica na Nicarágua

RIO - A Eletrobras pretende começar em novembro as obras da hidrelétrica de Tumarin, na Nicarágua, que terá capacidade instalada de 250 megawatts. O projeto será uma parceria entre a estatal e a Queiroz Galvão, com custo estimado de US$ 700 milhões. O tempo de duração é de quatro anos previsto para as obras e a venda da energia é prevista para ser feita não só à Nicarágua, mas também para países vizinhos da América Central.

"Essa é menina dos olhos", afirmou o presidente da Eletrobras, José Antônio Muniz Lopes, lembrando que a usina deverá ser o primeiro investimento da empresa no exterior a ter as obras iniciadas.

O executivo, que participou de seminário promovido pelo Grupo de Estudos do Setor Elétrico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Gesel/UFRJ), ressaltou ainda que espera definir este ano a estrutura societária do consórcio que construirá a hidrelétrica de Inambari, no Peru. A expectativa de Muniz Lopes é que as obras da usina comecem no ano que vem e, além da composição do consórcio, precisa ser definida a quantidade de energia que ficará no mercado peruano, o que será determinante para estabelecer os custos com as linhas de transmissão.

"Caso haja venda de energia para o Brasil, a usina terá que entrar nos leilões realizados pelo Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica]", disse Muniz Lopes.

(Rafael Rosas | Valor)
Hospedagem: UOL Host