UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/08/2010 - 13h38

Produção industrial cresce em julho, aponta CNI

SÃO PAULO - A produção industrial brasileira cresceu com maior ímpeto em julho, segundo levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgado nesta terça-feira.

O índice que mede a evolução da produção passou de 51,8 pontos em junho para 53,4 pontos no mês passado. Valores acima de 50 indicam crescimento.

Apesar disso, a utilização da capacidade instalada ficou abaixo do usual para o mês de junho (50 pontos), marcando 49,1 pontos. O indicador, porém, ficou acima dos 48,4 pontos de junho.

Já os estoques superaram o nível planejado pela primeira vez no ano. O índice de estoques efetivo-planejado ficou em 51,3 pontos em julho, ante 49,2 pontos no mês anterior.
De acordo com a CNI, desde janeiro o indicador mantinha-se levemente abaixo da linha divisória de 50 pontos, o que indicava que os estoques estavam ligeiramente menores que o planejado. "Esse dado mostra que a produção da indústria foi mais do que suficiente para atender a demanda no período", destaca a entidade em relatório.

As expectativas dos empresários para os próximos seis meses, embora tenham recuado ligeiramente em relação a junho, continuam acima da média história. Neste mês, o indicador que mede a expectativa em relação à demanda registrou 63,1 pontos, enquanto a média histórica é de 59,9 pontos. Em julho, o indicador marcou 63,5 pontos.

Para atender a procura, os empresários pretendem aumentar suas compras. O índice de compras de matérias-primas ficou em 60,7 pontos neste mês passando, superando a média histórica de 55,8 pontos e se situando pouco abaixo dos 60,9 pontos de julho.

As expectativas em relação às exportações diminuíram entre julho e agosto. O indicador recuou de 52,2 para 51,8 pontos, indicando que os empresários estão menos otimistas em relação ao aumento das vendas no exterior.

(Francine De Lorenzo | Valor)
Hospedagem: UOL Host