UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/08/2010 - 11h46

Curva de juros futuros tem inclinação na BM & F

SÃO PAULO - A curva de juros futuros apresenta uma inclinação na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F) nos negócios desta quarta-feira, com os operadores atentos ao ambiente internacional.

Há pouco, o Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2012, o mais líquido do dia, subia 0,06 ponto percentual, para 11,19%, enquanto os contratos de janeiro de 2013 e de 2014 avançavam 0,01 ponto e 0,02 ponto, respectivamente, a 11,19% e a 11,13%.

Na ponta mais curta da curva, o DI de janeiro de 2011 aumentava 0,01 ponto, a 10,69%, enquanto o contrato de outubro de 2010 mantinha o patamar de 10,65%%.

O gestor da Oren Investimentos, Adriano Fontes, assinala que os juros com vencimento mais longo continuam a acompanhar a trajetória dos Treasuries, diante de um cenário local mais tranquilo.

"Os DIs mais curtos estão ao sabor da política monetária. Já é esperado o fim do ciclo de aperto monetário neste ano e os próximos passos dependerão muito do cenário externo. Não acreditamos na volta da recessão. Vemos um cenário de baixo crescimento, mas sem uma ruptura, e acreditamos que, no próximo ano, o Banco Central terá de retomar a alta de juros", comentou Fontes.

A Oren prevê um aumento de 150 pontos da taxa Selic ao longo de 2011, para 12,25% ao fim do ano.

Na gestão da dívida pública, o Tesouro realiza leilão de troca de Notas do Tesouro Nacional - Série B (NTN-B).

(Beatriz Cutait | Valor)
Hospedagem: UOL Host