UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/08/2010 - 07h52

Dados dos EUA desanimam e derrubam Bolsas na Ásia

SÃO PAULO - Os mercados acionários na Ásia reagiram mal aos dados de vendas de imóveis residenciais usados nos Estados Unidos, divulgados na terça-feira (24).

As principais Bolsas da região fecharam no vermelho, com quedas que chegaram a ultrapassar 2%, após o governo americano informar que a comercialização de casas usadas declinou 27,2% em julho, para uma taxa anualizada ajustada sazonalmente de 3,83 milhões de unidades.

Na China, o índice Shanghai Composite, da Bolsa de Xangai, sofreu 2,03% de desvalorização, voltando aos 2.596,58 pontos, enquanto em Hong Kong, o índice Hang Seng recuou 0,11%, para 20.634,98 pontos.

Na Bolsa de Taipé, o índice Taiwan Taiex perdeu 2,56%, aos 7.736,98 pontos, e em Seul, o índice Kospi caiu 1,46%, para 1.734,79 pontos. O índice S & P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, por sua vez, recuou 1,40%, para 4.320,10 pontos.

No Japão, os negócios ainda foram afetados pela apreciação do iene frente ao dólar, que pesa sobre as vendas dos exportadores. Ações de empresas como Toyota, Honda, Nikon e Canon recuaram mais de 2% neste pregão, contribuindo para a queda de 1,66% no índice Nikkei 225, da Bolsa de Tóquio, que fechou aos 8.845,39 pontos.

A desvalorização se deu após o governo japonês informar que as exportações do país cresceram 23,5% em julho na comparação com o mesmo mês de 2009, porém o ritmo de expansão diminuiu pelo quinto mês consecutivo. As vendas ao exterior no mês passado totalizaram 5,98 bilhões de ienes (US$ 71,22 bilhões).

(Francine De Lorenzo | Valor, com agências internacionais)

Hospedagem: UOL Host