UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/09/2010 - 12h32

Ação da Petrobras reverte e puxa Bovespa para baixo

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) passa a operar em baixa conforme as ações da Petrobras pedem força. Por volta das 12h30, o Ibovespa registrava desvalorização de 0,27%, a 66.501 pontos, com giro em R$ 903 milhões.

Conforme notou o analista de investimento da SLW Corretora, Pedro Galdi, sem referencial externo, já que o mercado americano está inoperante em função de feriado, o pregão desta segunda-feira fica sem vetor relevante e com baixo volume negociado.

Ilustrando bem isso, o volume projetado para o fim do pregão é de apenas R$ 2,2 bilhões. Para efeito de comparação, apenas na sexta-feira, as ações PN e ON da Petrobras movimentaram R$ 1,6 bilhão.

O feriado que deixará tanto a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) quanto a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F) fechada amanhã também desestimula a tomada de posições.

No front corporativo, o destaque segue com as ações da Petrobras. O investidor que quiser fazer parte da oferta prioritária tem até hoje para comprar o papel, pois a conferência de posição será feita no dia 10 de setembro. Como a liquidação é de "D+3", o papel tem que ser comprado hoje para estar sob custódia na sexta-feira.

As ações da PN da estatal chegaram a subir 1,70%, para R$ 29,29, mas as compras perderam força e, há pouco, o ativos caíam 0,41%, a R$ 28,68. Já o ativo ON recuava 0,06%, a R$ 32,69.

Quem montou posição com o papel deve segurar a ação até o dia 17, segunda data de verificação de participação. Em função disso, não se espera grande oscilação com o papel de hoje em diante. No entanto, passada a verificação e garantia a prioridade o que se espera é um movimento de baixa no preço dos ativos da estatal. Ao fazer isso os agentes tentam reduzir o preço médio do ativo para pagar um preço menor pelas ações na oferta. Cabe lembrar que o preço por ação será definido no dia 23 de setembro.

Também entre os maiores volumes do dia, OGX Petróleo subia 1,34%, a R$ 19,56. Na sexta-feira, o papel tinha desabado 5,6%, conforme os agentes trocavam ações da companhia por ativos da Petrobras.

Contribuindo para as perdas do dia, Vale PNA recuava 1,02%, a R$ 42,28, e Banco do Brasil ON se desvalorizava 0,80%, a R$ 28,26.

Dentro do índice o destaque de alta fica com o papel ON da Light, que mostrava valorização de 3,23%, para R$ 22,69. JBS ON subia 2,37%, a R$ 7,34, e Cielo ON subia 1,68%, a R$ 15,12.

Na ponta oposta, Embraer ON e MMX Miner ON caíam 1,5% cada, para R$ 11,27 e R$ 12,90 cada. No mercado de câmbio, o dólar segue operando em baixa, mas as ordens de venda perderam um pouco de força. Depois de fazer mínima a R$ 1,725, o dólar comercial caía 0,17%, a R$ 1,728.

O Banco Central (BC) já fez leilão de compra no mercado à vista, tomando moeda a R$ 1,7275.

(Eduardo Campos | Valor)
Hospedagem: UOL Host