UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/09/2010 - 18h07

Bovespa tem menor giro de negócios desde julho de 2009

SÃO PAULO - A falta de referencial externo esvaziou o pregão desta segunda-feira na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). O volume negociado foi de apenas R$ 2,3 bilhões, o menor desde 3 de julho de 2009. Depois de um passeio pelo terreno negativo no período da tarde, o Ibovespa fechou a jornada com leve valorização de 0,10%, a 66.747 pontos.

Conforme notou um operador que preferiu não se identificar, pregões como o de hoje servem para confirmar a dependência do mercado local das bolsas americanas. Além do feriado em Wall Street, o baixo volume também pode ser creditado ao feriado de amanhã, que manterá o mercado local inoperante.

Ainda de acordo com o operador, o que garantiu a valorização do índice nesta segunda-feira foram as ações da Petrobras. Os ativos chegaram a operar em baixa durante à tarde, mas recobraram força no final do pregão. O papel PN subiu 1%, e fechou a R$ 29,09, com giro de R$ 569 milhões. O ativo ON subiu 1,92%, para R$ 33,34, com giro de R$ 91,5 milhões.

Na visão do especialista, os investidores continuam desmanchando posições em outros ativos para garantir ações da Petrobras e, assim, tomar parte na oferta prioritária. Cabe lembrar que serão consideradas duas datas, dia 10 e 17 de setembro, para verificação de posição para que seja garantindo o exercício de preferência na compra de ações.

Segundo o operador, esse movimento de alta no preço dos ativos da Petrobras não deve durar muito mais tempo. Findo o período que determinará quem tem preferência - ou até mesmo antes disso - os agentes devem estimular um movimento de baixa no preço do papel, para garantir um preço menor por papel no âmbito da oferta. O preço de emissão será fixado dia 23 de setembro com parâmetro nas cotações de fechamento.

Ainda na ponta de compra, o papel ON da OGX Petróleo subiu 0,46%, a R$ 19,39, depois de tomar um tombo de quase 6% na sexta-feira. Ainda entre os maiores volumes, Gerdau PN teve acréscimo de 1,08%, a R$ 24,32, e BM & FBovespa ON ganhou 0,76%, a R$ 13,20.

O destaque de alta de ponta a ponta do pregão, Light ON avançou 3,32%, para R$ 22,71, Duratex PN, Telemar Norte Leste PNA e Souza Cruz ON subiram mais de 2% cada.

Na ponta de venda, MMX Mineração ON cedeu 1,98%, a R$ 12,84. Embraer ON caiu 1,83%, a R$ 11,24, e CCR Rodovias ON caiu 1,53%, a R$ 41,06.

(Eduardo Campos | Valor)
Hospedagem: UOL Host