UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/09/2010 - 10h58

Funcionários do metrô de Londres entram em greve por 24 horas

SÃO PAULO - Cerca de 10 mil funcionários do metrô de Londres permanecerão em greve por 24 horas a partir desta segunda-feira, após o fracasso das negociações com o governo na semana passada. Os trabalhadores protestam contra o corte de cerca de 800 postos de trabalho, justificado pelo uso de cartões de recarga automática pelos passageiros. Além disso, a categoria reivindica aumento salarial superior aos 2% oferecidos.

O prefeito de Londres, Boris Johnson, acionou cerca de cem ônibus adicionais, além de táxis extras, para auxiliar no transporte de passageiros. A estimativa é de que 3,5 milhões de usuários do metro sejam prejudicados com a greve de hoje, a primeira desde junho do ano passado. Segundo dados da Câmara de Comércio e Indústria de Londres, a paralisação deve custar cerca de US$ 74 milhões.

As manifestações tiveram início nas linhas Jubilee e Northern. De acordo com os sindicatos da categoria, está será apenas a primeira greve. Ainda estão programadas novas paralisações nos dias 2 de outubro, 1º e 27 de novembro.

(Ana Luísa Westphalen | Valor, com agências internacionais)
Hospedagem: UOL Host