UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/09/2010 - 19h01

Metas para a telefonia fixa custarão R$ 2,1 bilhões, diz Anatel

BRASÍLIA - A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou hoje que o custo de implementação e manutenção do novo Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU) da telefonia fixa será de R$ 2,118 bilhões. A estimativa da agência considera o período de 2011 a 2025.

O PGMU integra os anexos dos contratos de concessão das companhias de telefonia fixa (Oi, Telefônica, Embratel, Sercomtel e CTBC). A Anatel revisa essas metas a cada cinco anos, junto com a atualização dos contratos.

Até o fim do ano, a Anatel concluirá a terceira revisão de contrato na telefonia fixa. De acordo com órgão, as concessionárias deixarão de ter que cumprir algumas obrigações, o que deve reduzir parte dos custos com a implementação das novas metas.

(Rafael Bitencourt | Valor)
Hospedagem: UOL Host